PSB vai aguardar mais “clareza” sobre aliados para definir chapa majoritária, diz João Azevêdo – Portal O Farol

PSB vai aguardar mais “clareza” sobre aliados para definir chapa majoritária, diz João Azevêdo

O pré-candidato ao Governo do Estado pelo PSB, o ex-secretário João Azevedo, deixou claro nesta quinta-feira (26) que a chapa majoritária para as eleições de outubro só será definida após a acomodação dos partidos. O socialista negou a possibilidade de formatação da chapa nas próximas semanas e ressaltou que ainda há muitas reuniões e conversas pela frente para que se possa chegar a uma definição.

“Ainda muitas reuniões e conversas terão que ser feitas para que a gente possa ter a visão clara do que nós podemos fazer em termos de articulação. Política se faz somando. E agregar cada vez mais pessoas que pensam e acreditam no projeto é fundamental para que o sucesso seja obtido”, disse o socialista, lembrando que a permanência de Ricardo Coutinho no Governo do Estado abriu mais uma vaga para o Senado. “E isso permite que a gente tenha conversas com outros segmentos. Estamos conversando com muita gente, discutindo dentro da nossa base”, acrescentou.

João explicou que essa definição passará pelo Conselho Político do grupo, que também terá participação na formatação da chapa proporcional. “É claro que a definição final será feita pelo Conselho Político que, logo após termos a clareza de quais partidos efetivamente estarão compondo conosco essa aliança, vai partir para a discussão com a presidência de cada partido, identificar e trazer para compor a chapa as pessoas que tenham o perfil de agregar cada vez”, disse o técnico.

Pelos menos dois partidos de oposição manifestaram descontentamento com a imposição do nome de Lucélio Cartaxo (PV) para o governo, o PP e o PSC. No caso dos Progressistas, embora ressaltem o desejo de permanecer na oposição, não descartam abrir o diálogo com o grupo socialista.

Por: Blog do Gordinho

Categorias: Política

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal O Farol não publicará os comentários dos leitores.
O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrem.