Lideranças do PT se reúnem com senador Veneziano para discutir as eleições de 2022 – Portal O Farol

Lideranças do PT se reúnem com senador Veneziano para discutir as eleições de 2022

 

(Foto: reprodução/Instagram)

Várias lideranças do Partido dos Trabalhadores na Paraíba se reuniram na manhã desta segunda-feira (20) com o senador Veneziano Vital do Rêgo, presidente do MDB na Paraíba. Uma das pautas do encontro foi a discussão sobre a formação de uma frente ampla na construção do palanque pró-Lula nas eleições de 2022.

Entre os integrantes da ala petista estavam os deputados Anísio Maia e Frei Anastácio, o pré-candidato ao Senado pelo PT, Charliton Machado, o Secretário Geral Arimatéia França, e os dirigentes partidários Giucelia Figueiredo, Nino Vilar, Edvan Silva e Gabriel Maia.

Outro tema debatido na reunião foi fortalecimento da democracia frente aos constantes ataques sofridos pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e seus aliados.

De acordo com o deputado Anísio Maia, “o senador [Veneziano] tem se posicionado de forma muito firme pela proteção da democracia. Nós discutimos as iniciativas e estratégias para ampliarmos esse movimento de defesa na Paraíba de forma unificada”.

Já o vice-presidente do senado, Veneziano Vital declarou “alegria em receber no Diretório Estadual do MDB amigos integrantes do Partido dos Trabalhadores na Paraíba”.

Segundo o senador, o encontro foi uma oportunidade para se discutir “sobre conjuntura nacional, realidade atual do Brasil e a necessidade da defesa permanente da Democracia em nosso país”.

O pré-candidato ao Senado Federal pelo PT, professor Charliton Machado, afirmou que Veneziano “chega para somar à frente de lideranças políticas partidárias em defesa do Estado Democrático de Direito” e fortalecer a “construção de um projeto coletivo unido em oposição ao Governo Bolsonaro na Paraíba”.

Polaridade no PT

O grupo de petistas que se reuniu na manha de hoje (20) com o senador Veneziano Vital do Rêgo é contra o retorno do ex-governador Ricardo Coutinho ao PT, que pretender ser candidato a senador pelo partido nas eleições de 2022 com o apoio de Lula.

Tais lideranças já se posicionaram diversas vezes contra a refiliação de Ricardo, e apoiam o nome do professor Charliton para a disputa senatorial.

O agrupamento justifica que o retorno do socialista causaria mais problemas que benefício, e afastaria lideranças de outros partidos, a exemplo de Veneziano, que saiu do PSB por impasses com o ex-líder do jardim Girassol.

Da redação/Portal WSCOM

Categorias: Destaque,Política