Governo Federal suspende por 15 dias bombeamento no Eixo Leste da Transposição do São Francisco, que inclui Paraíba, para manutenção – Portal O Farol

Governo Federal suspende por 15 dias bombeamento no Eixo Leste da Transposição do São Francisco, que inclui Paraíba, para manutenção

                                              Vazão de água diminuiu em Monteiro, no Cariri parabano.

MDR suspende bombeamento no Eixo Leste do Projeto de Integração do Rio São Francisco. (Foto: Reprodução)

O Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), suspendeu o bombeamento no Eixo Leste do Projeto São Francisco, trecho que inclui a Paraíba, para serviços de manutenção. O trecho foi inaugurado em 2017. Em um ofício encaminhado à Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa-PB) é que seja retomado o funcionamento em 15 dias.

De acordo com o presidente da Aesa, Porfírio Loureiro, houve diminuição da vazão em Monteiro, no Cariri paraibano. No fim do mês de agosto, nesse trecho, a vazão das águas do Projeto de Integração do Rio São Francisco aumentou de 1.6 m³/s para 4 m³/s. O aumento foi realizado de forma gradativa pelo MDR e acompanhado pela Aesa-PB. As águas beneficiariam diversas cidades ao longo do curso do rio Paraíba: Sumé, Camalaú, Congo, São Domingos, Cabaceiras, Boqueirão e Itatuba.

“Ontem recebemos um ofício sobre a suspensão do bombeamento”, comentou, em conversa com o ClickPB. A previsão é que se conclua em 15 dias o serviço de manutenção. De acordo com o MDR, em nota divulgada, serão realizados reparos no forebay de jusante da Estação de Bombeamento (EBV-02) – canal que funciona como um reservatório de pequeno porte e é responsável por receber água do São Francisco após o bombeamento.

Ainda conforme o MDR, a estrutura está localizada no quilômetro 19 do Eixo Leste e bombeia água por 17 quilômetros de canais, enchendo os reservatórios Mandantes e Braúnas, em Pernambuco. O Eixo Leste do Projeto de Integração do Rio São Francisco atende Pernambuco (municípios da bacia do Rio Ipojuca) e Paraíba (Monteiro, Campina Grande e outros 17 municípios).

Por Aline Martins/ClickPB

Categorias: Brasil,Destaque