Representantes do PT e PCdoB em JP fecham acordo para não subir no palanque de RC – Portal O Farol

Representantes do PT e PCdoB em JP fecham acordo para não subir no palanque de RC

Apesar da orientação nacional do Partido dos Trabalhadores para apoiar a candidatura do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) na disputa pela prefeitura de João Pessoa, representantes da cúpula petista na Capital e ainda do PCdoB fecharam uma espécie de acordo branco para rejeitar pisar no palanque do socialista nas eleições municipais desse ano. A afirmação foi feita nesta segunda-feira (21), durante entrevista, pelo deputado estadual Anísio Maia (PT), que registrou sua candidatura pela sigla à sucessão na Capital, tendo como vice Percival Henriques, do PCdoB.

Segundo ele, foram os integrantes desses dois partidos que se reuniram e autorizaram que ele deixasse claro a rejeição ao nome de Ricardo Coutinho, sobretudo pelo comportamento autoritário e prepotente que o socialista adota, passando por cima de tudo e de todos.

Ainda durante a entrevista, Anísio lamentou a forma abrupta com que Ricardo se posiciona, tentando roubar a legenda em vez de conquistá-la. Para ele, o ex-gestor quer apenas destruir o PT, em João Pessoa com fez com o PSB.

“O povo vai saber qual é a personagem que não admite autonomia, que quer mandar a vida toda, que quer escolher até o candidato do outro partido. Quer, inclusive, sequestrar uma legenda. Então isso aí vai ficar muito claro. Por que se essa pessoa (Ricardo) é tão popular tem tanto apelo no campo popular tem que roubar uma legenda para disputar? Porque se fosse uma pessoa acima de qualquer questão saia sozinho, enfrentava e ganhava. Por que fica fazendo esses artifícios querendo derrubar o outro partido?”, frisou.

MAIS CRÍTICAS

Anísio não escondeu toda sua insatisfação com Ricardo Coutinho (PSB) e disse que o socialista ‘se acha o dono do mundo’.

“Ricardo Coutinho não pratica a democracia, fizeram uma convenção às escuras. O senhor Ricardo atua de forma arbitrária, não tem condições de apoiá-lo”, ressaltou.

Por PBAgora

Categorias: Destaque,Política